INTO THE WILD

Um planeta à parte. O contato com a natureza ali é muito profundo e todos os elementos são fortes, se mostram de formas intensas. O verdadeiro sentido de se viver “Into The Wild”. A Islândia é tomada por geleiras, vulcões, gêiseres, cataratas, fiordes, cavernas, lagos de águas turquesas e uma colossal falha tectônica. A Terra do Gelo – que também poderia ser chamada de Terra do Fogo, porque possui 40 vulcões ativos e mais mil inativos – me parece existir por persistência humana. Afinal, não é todo mundo que se adapta à vida com apenas duas horas de sol no inverno, ou com meras duas horas de noite no verão. São nove meses do ano assim. Imaginem que o país todo possui apenas 300 mil habitantes e que desses, 180 mil vivem em uma única cidade: Reykjavík. É mesmo um país inóspito, e surpreendente.

Melhor época: Entre Maio e Agosto são os dias mais longos, com paisagens mais verdes. A partir de Setembro as horas diurnas são reduzidas porém é possível avistar baleias e aurora boreal.
Clima: as temperaturas frescas no verão, com variações entre 10° e 20°. E, por conta desse fenômeno, mesmo com o fato do país estar perto do Círculo Polar Ártico, as temperaturas permanecem moderadas também no inverno, em média, de -5° a 0°, com picos de até -15° à noite.
Como chegar: Vôos para Reykjavík.
Permanência: Mínimo de 7 dias inteiros.

Use o QR code para montar seu roteiro comigo